Meio&Mensagem
Publicidade

Reddit: o poder de comunidades engajadas para a publicidade

Para Jen Wong, COO do Reddit, comunidades que estabelecem conversas autênticas são porta de entrada para diferentes tipos de anunciantes

Giovana Oréfice
4 de novembro de 2021 - 11h29

Sara Fisher, da Axion, recebeu Jen Wong, COO do Reddit, no palco central do Web Summit
(Crédito: Diarmuid Greene/Sportsfile/Getty Images)

O início do último dia do Web Summit foi marcado pela presença de Jen Wong, COO do Reddit. O bate-papo mediado por Sara Fisher, repórter de mídia da Axios, aconteceu no palco central do evento e explorou questões acerca de segurança, privacidade e publicidade. A plataforma nasceu há 16 anos e conta com fóruns, nomeados de comunidades, que reúnem temas e discussões diversas: um elemento poderoso para criação de oportunidades para marcas. Ainda, com a diversidade de formatos crescentes, o Reddit encara o desafio de integrar conversas reais aos novos meios, enquanto mantém seu core: incentivar conversas e conexões autênticas e reais. 

“O Reddit teve altos e baixos ao longo dos anos em sua jornada, mas realmente se renovou quando Steve, nosso cofundador e CEO, voltou entre 2015 e 2016. A nossa visão sempre foi a mesma, que é como a promessa original da Internet: conectar pessoas com base em seus interesses”, explicou Jen. A plataforma reúne hoje mais de 100 mil comunidades ativas. A pandemia mudou os interesses das pessoas e o Reddit viu isso de perto, uma vez que, conforme explicou a COO, a rede é um compilado das experiências humanas há 16 anos. Comunidades sobre o coronavírus, por exemplo, atingiram 4 milhões de usuários em busca de informação. Segundo Jen, a busca de temas por tudo o que a sociedade viveu e continua vivendo teve alta, como homeschooling e investimentos. 

“Tudo em torno do nosso negócio em publicidade é construído sobre a ideia de que comunidades apaixonadas conduzem ações, independentemente do formato. Tratamos o Reddit como um espaço realmente flexível para que as pessoas sejam criativas”, disse, reforçando que a criatividade não engloba só o entretenimento, mas sim todos os segmentos, de jardinagem a marcearia. “Os anúncios são construídos com base nessa intenção, porque quando você vem para o Reddit, você se conecta com as pessoas por interesse. Quem você é não importa. Na verdade, é irrelevante”.

Jen ressaltou ainda que o conteúdo e os debates formados na plataforma são tão confiáveis e autênticos que cultivam uma legião de consumidores de qualidade, que compram mais e que são mais fiéis às marcas, em uma quantidade gigantesca: o Reddit reúne, diariamente, mais de 50 milhões de usuários com interesses dos mais diversos e refinados, abrindo espaço para todos os tipos de marcas.

Recentemente, o Reddit foi avaliado em US$ 700 milhões em valor de mercado depois de uma rodada de investimentos. Sara Fisher abordou a questão de se tornar uma empresa de capital aberto, devido às especulações do mercado, porém, a COO não comentou sobre o assunto. Apesar disso, revelou planos de crescimento. Ela afirmou que a plataforma deverá continuar investindo em novos negócios e ferramentas, sobretudo para fortalecer a presença de comunidades locais. Além disso, ela apontou caminhos otimistas para anunciantes: “Acho que teremos muito mais anunciantes no Reddit, e de todos os tipos. […] A ideia é ser um ambiente confiável e altamente engajado, onde você está procurando informação em vez de apenas rolar um feed”, declarou.

Quando questionada sobre a segurança dentro da plataforma, Jen disse que isso está no radar do Reddit. Ainda que tenha ação ativa na moderação de conteúdo, a plataforma divide responsabilidade com os próprios usuários, que estabelecem um conjunto de regras e, de certa forma, atuam também no controle do que é postado. A executiva comentou que os momentos mais difíceis são quando o diálogo aberto esbarra em comportamentos que violam as diretrizes, como quando há incitação de violência e discursos de ódio. 

A relação de confiança com os usuários se mantém também quando o assunto é privacidade, uma vez que não precisam fornecer dados e informações pessoais para ter acesso às comunidades — o contrário do que muitas empresas de tecnologia fazem. O tema ainda foi estendido para a publicidade, segmento no qual o uso de dados é fundamental. “Não acho que construir um negócio de publicidade que respeite a privacidade deva ser contraditório. Acredito que eles possam codificar isso. Temos um esquema de publicidade eficaz, que não é construído em torno de suas informações pessoais”, completou.

Publicidade

Compartilhe

Patrocínio