Meio&Mensagem
Publicidade

Lisboa, próxima fábrica de unicórnios

Carlos Moeda, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, discursou na sessão de abertura e prometeu transformar Lisboa na capital da inovação do mundo


5 de novembro de 2021 - 18h43

(Crédito: Ingus Kruklitis/Shutterstock)

Dois anos depois, o maior evento de tecnologia e empreendedorismo da Europa volta com sua edição presencial e promete movimentar o setor de inovação além de Lisboa (Portugal), cidade que recebe a conferência desde de 2016.

O primeiro evento presencial da área de tecnologia vai até 4 de novembro e conta com mil speakers, 1500 startups, 800 investidores e 40 mil inscritos de 128. Veja abaixo os destaques do primeiro dia:

Fábrica de unicórnios:

Carlos Moeda, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, discursou na sessão de abertura e prometeu transformar Lisboa na capital da inovação do mundo. A ideia é criar uma fábrica de unicórnios na cidade: “Queremos focar na educação, transformar ideias em negócios com propósito”.

#WomenPower: Mais mulheres do que nunca Como de praxe, o main stage deu o start com empreendedores de várias startups com a missão de, em poucos minutos, vender o seu modelo de negócios. Num universo normalmente dominado por homens, as mulheres foram protagonistas, liderando a maioria dos pitches. No foco, de aplicações e ferramentas empresariais a soluções de inteligência artificial em diversas áreas: medicamentos, pets, gestão de dados. Este ano, o evento conta com mais participantes mulheres: 50,5% do total

Facebook em cheque: Um dos pontos altos da abertura foi a participação da Frances Haugen, ex-funcionária do Facebook, que acusou a rede social de colocar o lucro à frente da segurança dos usuários. Foi sua aparição pública após a delação. Ela defendeu que o Facebook seria mais forte sem Mark Zuckerberg, com alguém que liderasse com foco em segurança.

Publicidade

Compartilhe

Patrocínio