Meio&Mensagem
Publicidade

Sabe quem é Paddy Cosgrave? Interessante saber

Web Summit é a ponta do iceberg na biografia do Paddy. Indicado há 4 anos como um dos maiores influenciadores de transformações globais pela revista Wired UK, em uma lista de 100


7 de novembro de 2019 - 12h56

Paddy Cosgrave (Crédito: Divulgação/ Web Summit)

Um dos criadores e a mais destacada figura dentre os empreendedores por trás do Web Summit, Patrick “Paddy” Cosgrave, um irlandês de Dublin, é hoje figurinha carimbada na cena tanto do empreendedorismo global, quanto da realização de eventos e encontros cada vez mais relevantes internacionalmente.

O Web Summit é o mais importante, mas longe de ser o único.

Indicado há 4 anos como um dos maiores influenciadores de transformações globais pela revista Wired UK.  Em uma lista de 100, Paddy ficou em 19o. Nada mal.

Isso o colocou definitivamente no radar de investidores, empresários, grandes empresas e empreendedores do mundo todo.

O Web Summit veio crescendo devagarzinho (poucos sabem, mas nasceu em Dublin, cidade natal de Paddy, em 2009) e está hoje entre os três ou quatro eventos mais relevantes sobre tecnologia, internet e transformação digital do mundo.

Em entrevista exclusiva a RTP, maior rede de TV aberta do país, um dia antes do evento começar aqui em Lisboa, entre outras coisas, Paddy afirmou que recebeu da prefeitura de Valência, na Espanha, a oferta de 170 milhões de euros para se mudar para lá, mas Paddy recusou e tem agora um contrato que mantém o evento até 2028 aqui, onde está desde 2015.

Há rumores que ele anda bem chateado com a prefeitura de Lisboa, porque ela não teria feito as obras combinadas de melhorias no local do evento, o gigantesco Altice, para esta edição de 2019. Ele teria tido que bancar parte das reformas que considerava indispensáveis do próprio bolso. A conferir. Ele mesmo admitiu na entrevista a RTP que, do jeito que está, o Altice e seu entorno atingiram seu limite de saturação.

Paddy lançou o Web Summit com seus parceiros, todos igualmente irlandeses, David Kelly e Daire Hickey, mas não parou aí. Hoje, eles estão à frente dos eventos F.ounders (evento fechado para convidados que congrega apenas os donos das mega-companhas de tecnologia globais, realizado desde 2010 em Dublin, sempre com presenças da altíssimo peso), RISE (possivelmente o maior evento de tecnologia da Asia, realizado há 3 anos em Hong Kong), Collision (evento para empreendedores, investidores e startups que nasceu em Nova Orleans há 4 anos e há dois se realiza em Toronto), SURGE (evento realizado desde 2016 em Banglore e focado em investidores) e MoneyConf (nascido em Dublin há 5 anos, mas também como o Web Summit, transferido para Lisboa, voltado para o mundo do dinheiro, ou seja, bancos, instituições financeiras, investidores e fintechs).

É um portfólio e tanto, dificilmente comparável.

Como já comentei em post anterior, que você pode ler aqui, Paddy e sua turma são de tirar o chapéu, com destaque para o que vêm fazendo para o mundo do empreendedorismo e startups globalmente.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • daire hickey

  • david kelly

  • patrick "paddy" cosgrave

  • rtp

  • wired uk

  • altice arena

  • collision

  • empreendedorismo

  • f.ounders

  • inovação

  • internet

  • moneyconf

  • rise

  • saturação

  • startups

  • surge

  • tecnologia

  • transformação digital

  • web summit 2019

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio