Meio&Mensagem
Publicidade

O que levou a Amazon a superar a fase do varejo

O CTO Werner Vogels reforça que a companhia se tornou uma plataforma de tecnologia tendo na nuvem e na inteligência artificial seus grandes negócios

Luiz Gustavo Pacete
7 de novembro de 2019 - 5h14

Werner Vogels: “O papel da Amazon hoje é desenvolver soluções que ajudem os desenvolvedores a criar soluções que resolvam a dor de várias pessoas ao redor do mundo” (Crédito: Web Summit)

Werner Vogels foi contratado pela Amazon, em 2004, para cuidar da área de tecnologia egresso da área de pesquisa da Cornell University. Em 2006, criou a Amazon Web Service (AWS), divisão especializada em computação em nuvem que, em 2012 atingiu uma receita de US$ 1,5 bilhão, o que segundo Bezos, impressionou a todos. Vogels é um habitué do Web Summit participava do evento desde 2007 e se tornou uma espécie de guru para falar de machine learning e cloud.

De acordo com Vogels, a Amazon deixou de ser, há muito tempo, uma companhia de varejo, se tornando uma plataforma de tecnologia que combina cloud, inteligência artificial e machine learning. Segundo ele, são essas tecnologias responsáveis em democratizar vários tipos de ferramentas e possibilidades para milhares de pessoas. “O papel da Amazon hoje é desenvolver soluções que ajudem os desenvolvedores a criar soluções que resolvam a dor de várias pessoas ao redor do mundo. E isso surgiu da própria essência varejista já que muitas das tecnologias hoje presente no e-commerce mundial foram desenvolvidas pela empresa”, afirmou.

Em julho deste ano, Vogels esteve no Brasil para falar com clientes da AWS, plataforma de cloud da Amazon, e ressaltou aa importância de que aa tecnologia e a inovação sejam igualitárias ainda que sirvam a concorrentes. No caso, ele se referia ao fato de a Netflix, concorrente do Prime Video, serviço de streaming da Amazon, ser também o principal cliente da AWS. “A Netflix se tornou a melhor empresa de streaming atualmente por que ela não se preocupou em sua estrutura tecnológica como centro, mas olhou para o que realmente importa que é seu catálogo, suas produções originais”, afirmou.

Werner sinalizou alguns pontos importantes sobre o que ele pensa de inovação, tecnologia e concorrência. “Não é inovar pensando somente na empresa. Por exemplo, identificamos desafios de pequenas empresas que vendem na Amazon na sua gestão de entregas, desenvolvemos um sistema para melhorar isso que sirva não só para a empresa vender na Amazon, mas também no eBay e não importa, o importante aqui é que uma solução foi criada e não que nossos clientes também vendem no concorrente”, diz Werner.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • amazon

  • aws

  • cloud

  • computacao em nuvem

  • dados

  • inteligencia artificial

  • machine learning

  • varejo

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio